fbpx

Filipinas

O inesquecível paraíso das sete mil ilhas:
Conheça as Filipinas

Sobre o destino

Mesmo com os 13 mil quilômetros que separam o Brasil das Filipinas, o país continua sendo um dos destinos mais baratos e interessantes para quem quer conhecer um lugar inusitado. Localizado no sudeste da Ásia, entre Taiwan e a Indonésia, as Filipinas possuem sete mil ilhas e diversas praias paradisíacas. Considerado um dos países mais lindos do mundo, dá para se deslumbrar com florestas, cachoeiras, animais e as próprias praias. 

A jornada de avião pode durar quase 30 horas, mas o esforço vale a pena já que as Filipinas guardam uma das sete maravilhas modernas da natureza: o Parque Nacional do Rio Subterrâneo de Puerto Princesa.

As Filipinas parecem mais um país latino do que propriamente asiático, principalmente por sua colonização espanhola. Por serem de maioria cristã (terceiro maior país do mundo), os costumes também são muito parecidos com os países da América do Sul.

O arquipélago tem temperatura média de 26,5 ºC durante todo o ano e é dividido em três regiões: Luzon, Visayas e Mindanao. Dá para aproveitar as ilhas de diversas formas: cruzeiro, navio, avião ou barco.

De julho a setembro há maior incidência de tufões, terremotos, vulcões ou chuvas fortes. Por isso, prepare bem a sua viagem e vá durante a seca.

Gastronomia

Um verdadeiro festival de sabores ácidos e novas descobertas. Essa é a gastronomia das Filipinas.  O prato nacional é o Adobo Filipino, feito com frango, porco ou uma mistura dos dois, sempre servido com arroz branco. A carne é marinada com shoyu, vinagre, alho e folhas de louro por horas. Por isso, o nome do prato ser adobo. Adobar vem do espanhol e significa marinar.

Uma das sobremesas famosas é o halo-halo, uma mistura de tudo um pouco desde sorvete até feijão. É um prato que representa o povo filipino e leva sorvete, inhame roxo, feijão e grão de bico enlatados, nata de coco e pudim de leite. Tudo sobre uma camada de gelo e coberto por leite evaporado. Tudo junto e misturado.

Arquitetura

A arquitetura filipina possui raízes na colonização espanhola, mas também recebe influências indígenas austronésias, chinesas, malaias e americanas. Um grande número de igrejas e catedrais foram construídas por todas as ilhas e carregam o estilo barroco. A Igreja Paoay em Ilocos Norte é a mais tradicional e é considerada patrimônio pela UNESCO. Debaixo da construção encontra-se a história das Filipinas, com vários conquistadores espanhóis colocados em túmulos. 

Próximo à igreja existe um museu administrado pela ordem agostiniana, com vestimentas antigas, móveis, pinturas e ícones religiosos. Paoay faz parte do patrimônio mundial “Igrejas Barrocas das Filipinas” juntamente com outros três santuários antigos. 

Ainda durante o século XVI, começou-se um estilo tradicional de casa de pedra em que as construções tinham como base o material que dá nome à técnica e madeira.

A partir do século XIX, dominou-se a estética americana e a capital Manila foi projetada com uma arquitetura neoclássica. No início do século XX, um estilo moderno começou a caracterizar as novas construções, com aspectos funcionais e linhas retas. Atualmente, a arquitetura tradicional filipina voltou a fazer parte do dia-a-dia. 

Algumas casas são feitas de madeira e bambu, com uma peça chamada “batalan” situada no fundo, muito útil para trabalhos domésticos como lavagem, banho e armazenamento de água. As portas são sempre orientadas para o leste, a direção que o sol nasce, pois é uma tradição cultural. Existem dois tipos comuns de casas: bahay kubo e bahay na bato. O primeiro é característico dos povos indígenas. Uma construção feita de nipa e que hoje é utilizada em áreas rurais. Já a bahay na bato é a casa típica dos nobres filipinos, feita de pedra e tijolo. Além de fazer parte da tradição local, possui influência espanhola e chinesa. 

Diversão e principais passeios

Karaokê

Não deixe de visitar qualquer bar com karaokê nas Filipinas. A diversão é uma paixão nacional. Não deixe de conferir o CenterStage Family KTV & Resto Bar ou o Music Play Family KTV Bar.

Mergulho

Em El Nido, é possível nadar com  tubarões-baleia. As Filipinas de modo geral são um dos lugares mais procurados no mundo para a diversão. Além disso, há escolas de mergulho, e as ilhas têm um visual incrível no fundo do mar para ser apreciado. Ah, várias ilhas também foram “palco” de naufrágios, então dá para descobrir navios e cenários históricos também!

 

Chinatown

A capital Manila tem a sua própria Chinatown e a mais antiga do mundo. Por isso, há vários motivos pelos quais você não deve perder o passeio. Dá para ir de táxi ou metrô.

O bairro chinês é ainda mais caótico que o centro da capital filipense. Criado em 1584 e parcialmente destruído na Segunda Guerra Mundial, o bairro agrega um dos templos cristãos mais antigos do país e um templo budista para quem quer conhecer mais da cultura. Dá até para acender um incenso e realizar uma prece. 

Mas a Chinatown de Manila tem várias ervas medicinais, produtos típicos, iguarias exóticas e muitos pratos nacionais para experimentar.

Intramuros

O bairro Intramuros é cercado por muros construídos pelos conquistadores espanhóis no século XVI. É possível conhecer os prédios históricos, catedrais, conventos e monastérios a pé, de bicicleta ou com um guia turístico. 

Visitar o bairro é essencial para entender a história do país, ou seja, não pode faltar o passeio no roteiro da sua viagem. 

Andar por Intramuros é bem fácil devido à rua principal General Luna. Por meio dela, dá para chegar na Igreja San Agustin, a Catedral de Manila ou o Forte Santiago.  

Curiosidades

  • Os jeepneys compõem hoje o principal meio de transporte dentro do país. Eles são antigos veículos utilizados na Segunda Guerra Mundial e depois para o transporte de civis.
  • O país é o lar dos menores primatas do mundo: os társios.
  • Vigan, cidade histórica das Filipinas, é uma das sete cidades maravilhas do mundo. Ao lado de Havana, Beirut, Doha, Durban, Kuala Lumpur e La Paz.

Principais cidades

El Nido

Lugar rústico, simples e sem turistas caóticos. Essa é El Nido, cidade com pouco mais de 40 mil habitantes localizada na província de Palawan. Rodeada por águas cristalinas e uma paisagem com rochas que parecem flutuar sobre o mar, El Nido guarda vários tesouros em meio a suas belas paisagens. Os passeios podem ser feitos por vários arquipélagos como grandes e pequenas lagoas encantadoras escondidas entre as pedras. 

Alguns dos pontos imperdíveis são a praia de Corong Corong para quem quer admirar o mar sem precisar encarar um barco ou uma canoa em meio às rochas. Dá para ficar em terra firme e observar um pôr-do-sol de tirar o fôlego ou encantar-se com a variedade de peixes, corais e águas cristalinas. Além disso, se você faz parte do time de corajosos, existe uma tirolesa que passa por cima da praia e pode ser mais uma oportunidade de conhecer o mar sob uma diferente perspectiva. 

Para se hospedar, há duas opções: ficar na cidade ou em alguma das ilhas no El Nido Resorts. São duas experiências diferentes, uma de mais contato com o povo filipino e a outra mais relaxante, mas que devem valer muito a pena!

Dica: Não deixe de aproveitar as massagens que são oferecidas em várias casas por El Nido e por um preço super em conta. Depois de um passeio pelas águas cristalinas, nada melhor do que uma massagem para relaxar os músculos e preparar-se para os pontos turísticos do dia seguinte. 

Bohol

Cidade pouco conhecida pelos brasileiros, Bohol tem paisagens exóticas, animais silvestres e praias paradisíacas. É a décima maior ilha das Filipinas e é a casa do menor primata do mundo: os társios. Está localizada no centro das Filipinas e ao lado de outra ilha importante: Cebu. 

Se você vai a Bohol não pode deixar de ir na ilha de Panglao. As duas ilhas estão conectadas por uma ponte, por isso o acesso é fácil. Dá para conhecer várias praias, dentre elas a de Alona (a mais movimentada) e Danao. Existem diversas atividades na ilha como o mergulho ou só aproveitar o paraíso na sombra de algum resort ou bar. 

A pequena Ilha Balicasag também encanta a todos os turistas apaixonados pela vida marinha. Cercada por água cristalina, peixes coloridos e corais, o lugar é perfeito para mergulho. Tartarugas marinhas costumam nadar pela ilha. 

Também há o passeio por Chocolate Hills que são várias colinas simétricas em uma área de 50 quilômetros quadrados e um dos principais cartões postais de Bohol. A origem da formação dessas colinas é desconhecida, mas pode ser que tenham se formado a partir de atividade vulcânica.

Outro passeio imperdível é o cruzeiro pelo rio Loboc com um restaurante flutuante. Enquanto você conhece a culinária local, tem a oportunidade de ir rodeado pela natureza. 

Dica: Não dá para conhecer os principais pontos turísticos a pé, por isso alugue um triciclo, use ônibus ou seja aventureiro e alugue uma moto! (Se escolher a última opção não deixe de fazer o passeio pela Floresta de Bilar, que fica no caminho de Chocolate Hills).

Cebu

A cidade de Cebu tem uma população de mais de 900 mil habitantes e guarda memórias da colonização espanhola do século XVI até hoje. A arquitetura presente na Basílica Minore del Santo Niño e no Forte San Pedro são monumentos históricos que valem a visita. 

Como o mergulho é algo que não falta nas Filipinas, em Cebu é possível nadar com os tubarões-baleia que são super dóceis. A ilha de Bantayan também é uma ótima parada para ter uma visão de 180º do oceano e desfrutar da paz e calmaria, pois o lugar é pouco visitado.

Dica: Conheça as Cascatas de Tumalog. Elas ficam no meio de uma floresta e valem muito a pena, pois trazem sensação de relaxamento. O acesso é fácil, mas a saída é um pouco íngreme. 

Banaue

Banaue também é uma cidade pequena, com uma população de quase 22 mil habitantes. Localizada ao norte da capital Manila, Banaue também possui os famosos terraços de arroz escavados nas montanhas, que na região da capital são patrimônio da Unesco. Eles ilustram perfeitamente a tradição do povo filipino já que as técnicas  de plantação usadas são milenares. 

Dica: Faça uma visita às tribos do povo Ifugao e conheça ainda mais sobre a cultura filipina.

Informações importantes

  • Habitantes: 104,9 milhões
  • Capital: Manila
  • Fuso: 11h a mais que o Brasil
  • Aeroporto: Aeroporto Internacional Ninoy Aquino
  • Voltagem: 220 volts, com tomadas de três tipos diferentes.
  • Documentos: brasileiros são isentos de visto de turismo para as Filipinas por até 59 dias, o passaporte deve estar com validade superior a 6 meses e possuir certificado internacional de vacinação.
  • Moeda: Peso filipino
  • Língua: Inglês e Filipino

Conheça nossos roteiros para as Filipinas

Veja abaixo as opções de viagens que temos para as Filipinas
Pré-Inscrição
A partir deEUR 5,190
0
Ver Detalhes
África do Sul e Namíbia 2020
Se você estiver interessado ou tiver qualquer dúvida, envie uma mensagem.
Estou muito interessado!
Enviar